Acessos

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Cientistas criam anticorpos capaz de atacar até 99% das cepas do HIV


Um anticorpo desenvolvido em laboratório se mostrou capaz de combater 99% das cepas de HIV conhecidas, abrindo caminho para o desenvolvimento de novos tratamentos ou de vacinas, para impedir a infecção. Em testes em laboratórios, as células de defesa impediram a infecção de macacos e de células humanas.
A eliminação do vírus HIV do organismo ainda não é possível por sua incrível capacidade de mutação. Após a infecção, diferentes cepas do vírus se instalam do organismo, e o sistema imunológico é incapaz de combater todas elas. Para superar esta barreira, pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA e da farmacêutica Sanofi criaram um anticorpo que ataca três pontos críticos do vírus.
Algumas pessoas são capazes de, naturalmente, desenvolver poderosas armas imunológicas, conhecidas como “anticorpos amplamente neutralizantes”, capazes de matar uma ampla gama de cepas do vírus. Os pesquisadores tentam utilizar essa arma para tratar a doença e prevenir a infecção, e agora, ele desenvolveram um anticorpo único, que reúne três desses anticorpos amplamente neutralizantes.
O “anticorpo triespecífico” foi descrito num estudo publicado esta semana na revista “Science”. Segundo Gary Nabel, cientista chefe da Sanofi e um dos autores do estudo, ele é mais potente do que qualquer “anticorpo de ocorrência natural que já foi descoberto”. Os anticorpos amplamente neutralizantes desenvolvidos pelo organismo são capazes de lidar com 90% das cepas do HIV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente sobre o post

DICA PROJETO VERÃO